Carregando...

O Novo Luxo

byLisiane Leoni

Você está preparado para um Novo Luxo ?


O conceito de “luxo” surgiu na idade média, com o estabelecimento das classes sociais


Com o passar do tempo, os comerciantes (que vinham da classe trabalhadora) prosperaram seus negócios e iniciaram o movimento de tentar se diferenciar das suas classes de origem e aproximar-se da nobreza. Iniciou-se o movimento de  “imitação” da classe social superior (moda, comportamento, posses, aparência..).


Ao longo do tempo, o conceito transformou-se algumas vezes, mas sempre esteve relacionado a quatro aspectos: ostentação, consumo, acúmulo de riqueza e status!


Os debates sobre o “luxo contemporâneo" vem do final de 2018, ou seja, antes da pandemia. acontece que a pandemia ajudou a acelerar e alavancar uma transformação que já estava acontecendo! (tinha que ter um lado bom nisso tudo né…)


A boa notícia é que o luxo está mudando, só que desta vez de uma forma realmente transformadora. No luxo contemporâneo o que realmente é valorizado são as vivências, e não a ostentação!


Ele está baseado em 4 principais pilares:

  1. Bem estar

  • aproveitamento das  novas tecnologias

  • inovação

  • busca pela conexão com a natureza (imóveis com sacada, pátio, quintal)

  • mercado colaborativo (não é baseado na posse)

uber  x  comprar um carro

alugar ou comprar um imóvel 

coworking + homeoffice x sala comercial


  1. Sustentabilidade

  • utilização de materiais naturais e duráveis

  • valorização dos insumos e da cultura locais 

  • objetos e ambientes multiuso

  • reaproveitamento e/ou ressignificação de materiais/ objetos/ ambientes


  1. Personalização

  • valorização da mão de obra artesanal (pequenos produtores / empresas)

  • produção por demanda

  • exclusividade

  • identificação do usuário  (ambientes / objetos representativos e com significado e história para quem o utiliza)


  1. Valorização do tempo

  • valorização das vivências e experiências (mais tempo para  si, para lazer /estar ao ar livre / esportes)

  • mais tempo para suas relações interpessoais (tempo com os filhos / happy hour com amigos)

  • mais tempo para desenvolvimento pessoal (leitura / estudos / cursos)


Na minha opinião, só agora o luxo faz sentido! Porque de nada me interessa impressionar outras pessoas e não aproveitar momentos felizes com as pessoas que se ama, né? 


E você, já havia observado este movimento? 

Me conta o que você acha do novo luxo?